Volkswagen lança nova geração do Polo na Europa

Modelo será nacionalizado e chegará ao mercado brasileiro ainda em 2017

Diretamente de Berlim, a Volkswagen revelou hoje (16/06) a sexta e última geração do Polo. O hatch interessa muito aos brasileiros, pois se tornará nacional ainda neste ano; as vendas, provavelmente, serão iniciadas no último bimestre. Durante a apresentação mundial do modelo, inclusive, presidente do conselho de administração da Volkswagen, Herbert Diess, confirmou o lançamento na América do Sul já nos próximos meses.

Totalmente reprojetado, o Polo cresceu, chegando a 4,05 m de comprimento, 2,56 m de distância entre eixos, 1,75 m de largura e 1,45 m de altura. O porta-malas tem 351 l de capacidade. O design, apesar de manter os elementos de estilo típicos da Volkswagen, mostra mais ousadia que em outros modelos na marca, devido à adoção de vários vincos na carroceria e de faróis e grade frontal com linhas que se integram.

Na Europa, o novo Polo terá nove opções de motorização. A começar por um 1.0 aspirado de 65 cv, que chega a 115 cv com turbocompressor, além de um 1.5 de turbo de 150 cv. A versão top de linha GTI é equipada com um 2.0 turbo de 200 cv. Além da configuração esportiva, há outras quatro: Trendline, Comfortline, Highline, Beats. Elas pode ser equipadas ainda com um 1.6 a diesel, turbo, com 80 cv ou 95 cv (dependendo da programação da injeção) e, surpreendentemente, até com um 1.0 a gás natural, de 90 cv.

A lista de equipamentos é generosa. Toda a linha vem de série com luzes diurnas de LEDs integradas aos faróis e sistemas de frenagem de emergência e monitoramento de pedestres. As versões mais sofisticadas incluem sistema de climatização com sensor de qualidade do ar, amortecedores ativos, controlador de velocidade variável (capaz de manter a distância do veículo à frente), sistema de som de 300W, alertas de ponto cego e de tráfego cruzado na traseira, assistente de estacionamento, teto solar panorâmico, carregador de celular sem fio, chave presencial e rodas de liga leve de 18 polegadas.

No interior, o destaque é o quadro de instrumentos totalmente digital, que utiliza uma tela TFT única e pode ser configurado ao gosto do motorista, como nos modelos equipados com o sistema Virtual Cockpit, da Audi. Na Volkswagen, porém, essa tecnologia recebe o nome de Active Info Display. Já a tela central de infotainment tem oito polegadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *