Renault Captur se sai bem em crash-test

SUV foi classificado com quatro estrelas na proteção para ocupantes adultos e três na para crianças

O Renault Captur foi a última “vítima” do Latin NCAP: o instituto independente de segurança veicular o submeteu a testes de impacto frontal e lateral, nos quais o SUV se saiu bem, sendo avaliado com quatro estrelas, em cinco possíveis, na proteção para ocupantes adultos e três na para crianças. O órgão classificou esse resultado como “muito bom”.

Em termos mais específicos, o Captur alcançou 30,27 pontos, em um total de 34, na segurança para adultos, e 33,68 pontos, em 49, na para crianças. No teste de impacto frontal, a proteção ao corpo inteiro do passageiro da frente foi considerada “boa” pelo instituto, mas a região do peito do motorista foi classificada como “marginal”, e a das pernas como “adequada”. No crash-test lateral, a proteção ao tórax do condutor foi julgada “adequada”, e à as demais parte do corpo “boa”.

Todas as versões do modelo são equipadas com quatro airbags (dois frontais e dois laterais), além de cintos de segurança com pré-tensionadores. Esses itens se mostraram decisivos para o resultado positivo. Além disso, a estrutura foi considerada estável pelo órgão, o que evidencia que uma deformação correta da carroceria depende de outros fatores de projeto além da plataforma, que, no caso do Captur nacional, é compartilhada com o Duster, um SUV mais antigo e simples.

Apesar de ser equipado com ganchos Isofix para fixação de cadeirinhas, o teste foi realizado com equipamentos de retenção infantil do tipo convencional, que são presos ao cinto de segurança; segundo o Latin NCAP, isso ocorreu porque as cadeirinhas compatíveis com o padrão Isofix ainda são raras na América do Sul. O veículo também conta com controle de estabilidade, e, esses sim, contribuíram com alguns pontos na classificação do órgão.

Alejandro Furas, Secretário Geral do Latin NCAP, comentou o resultado do teste: “O Captur mostra o potencial da indústria local para produzir e oferecer veículos mais seguros que ultrapassam os requisitos exigidos pelos governos e com bom desempenho mesmo com protocolos mais rígidos como os de hoje”, afirmou.

María Fernanda Rodríguez, Presidente do Latin NCAP, também fez uma declaração sobre o crash-test:“Parabenizamos a Renault por ter alcançado com o Captur a qualificação de quatro estrelas para adultos, porém, impulsiono-a para continuar a trabalhar no aperfeiçoamento da segurança das crianças no veículo. Adoraria ver, também, como os modelos mais vendidos pela marca Renault oferecem o mesmo nível de segurança que o deste modelo testado”, ponderou.

O resultado positivo aumenta as expectativas sobre a segurança passiva do Kwid, um subcompacto que a Renault irá lançar neste mês no Brasil. A versão indiana foi reprovada em um crash-test local. Além disso, modelos populares costumam ter resultados piores que os mais caros nos ensaios feitos pelo Latin NCAP: o Sandero e o Clio foram reprovados em avaliações feitas há alguns anos, assim como o Chevrolet Onix, último modelo a passar pelo crivo do instituto antes do Captur.

Fotos e vídeo: Latin NCAP/Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *